Sábado, 04 de Dezembro de 2021
65 99680-8810
Cidades Grupo de falsos

Grupo de falsos policias mata dois

Execuções aconteceram no bairro Novo Atlântico e crime pode ter ligação com o tráfico de drogas.

27/10/2021 17h48
Por: Redação Fonte: AU Online
Reprodução
Reprodução

Dois homens foram mortos a tiros na noite desta terça-feira(26) em Erechim. O fato ocorreu na casa 890 da rua Abílio Lotário Machry, no Bairro Novo Atlântico, pouco antes de 22h. Uma das vítimas morreu no local e outra quando recebia atendimento médico no Hospital Santa Terezinha. Os três homens moravam em uma pequena casa de madeira que foi invadida por um grupo de no mínimo cinco encapuzados, que teriam se identificado como policiais.

Os mortos foram identificadas como sendo Ismael Gevisnki, de 27 anos, que morreu no local da ocorrência, antes de receber socorro. Renan Fagundes, cuja idade não foi revelada, alvejado na cabeça por pelo menos um dos disparos, foi socorrido e morreu no hospital, momentos depois de dar entrada para atendimento médico. 

O terceiro homem ferido também teria sido alvejado, mas acabou sofrendo fratura exposta em uma perna e braço, depois de sair por uma janela do segundo andar da casa, fugindo dos agressores. O nome do sobrevivente não foi confirmado pela polícia. Ele está internado para tratamento. 

A polícia apurou que outros dois adultos e uma criança conseguiram sair da casa, também por janelas do segundo piso e sofreram pequenos ferimentos, mas sem ser atingidos pelos disparos.

Os agressores teriam chegado e pedido pelos nomes de pelo menos duas das vítimas, que foram atingidas quando já estavam na área, na frente da casa, atendendo os supostos “policiais” que passaram a atirar. O mesmo grupo, que usava roupas parecidas e toucas “ninja”, aparece em outras ocorrências ligadas ao tráfico de drogas em Erechim.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.