Sábado, 04 de Dezembro de 2021
65 99680-8810
Cidades AMEAÇA DO CV

Comando Vermelho exige que postos reduzam preços da gasolina

Caso a exigência não seja cumprida pelos proprietários, a facção promete atear fogo em postos de combustíveis e caminhões

27/10/2021 09h46
Por: Redação Fonte: EM TEMPO
Divulgação
Divulgação

 O aumento nos preços dos combustíveis nesta terça-feira (26) deixou os amazonenses revoltados. Com o novo valor, a gasolina está custando R$ 6,59, em Manaus. Em alguns municípios do interior, o preço já ultrapassa R$ 7.

Entretanto, no meio de toda essa indignação com o novo reajuste, uma mensagem, associada à facção criminosa Comando Vermelho (CV), que circula nas redes sociais nas redes sociais, os criminosos dão o prazo de uma semana para os postos de combustíveis da capital amazonense baixarem o valor cobrado pelo litro de gasolina, diesel e álcool.

Caso a exigência não seja cumprida pelos proprietários, a facção promete atear fogo em postos de combustíveis e caminhões. 

Na nota, eles afirmam que estão do lado da população, que sofrem com a alta dos preços, e que irão colocar "a rua abaixo". Confira: 

 

| Foto:

Ataques do CV em junho

Em junho, o CV "tocou o terror em Manaus", após a morte do traficante Erick Batista Costa, conhecido como "Dadinho", morto ao trocar tiros com a polícia. A perda do criminoso foi o motivo para os ataques a patrimônios públicos e agências bancárias.  

Em quase 30 horas de ataques sistemáticos, cometidos ao longo de domingo madrugada do dia 7 de junho, foram registrados prejuízos em todas as zonas da capital. 

As ameaças aos postos de gasolina trazem a lembrança e a preocupação de que que ataques do mês de junho, voltem a assolar Manaus. 

A reportagem entrou em contado com a Secretaria de Segurança Pública no Amazonas (SSP-AM) sobre a suposta ameaça da facção e aguarda o posicionamento da pasta.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.